Existe um momento ideal para mudar de profissão?
15 de maio de 2020
Os sete passos para definir seu Plano B de carreira
9 de agosto de 2020

Carreira e Maternidade

Antes de entrar no conteúdo em si, quero falar da minha experiência (prática) com o tema.  Sou mãe da Laura, que hoje (em maio de 2020) tem dois anos.  Mesmo sendo Psicóloga e Orientadora de Carreira, com todo o conhecimento que eu tenho, ainda assim, eu tive angústias relacionadas aos dois tópicos que falarei aqui: ao equilíbrio (distribuição do meu tempo) e ao modelo de mãe que eu aprendi que deveria seguir.  Por isso, todo o conteúdo deste artigo é fruto, não só da minha formação, mas também da minha experiência real como mãe.

 

Vamos começar.  O primeiro tópico é o equilíbrio, o bendito equilíbrio que muitas mães buscam entre as diversas áreas da vida.

 

Antes de entrar no conteúdo, proponho que faça um exercício.

 

  1. Pegue uma folha em branco e um lápis.  Pegou? Pronto! Divida essa folha em três partes.  Uma parte representará sua vida antes de ser mãe, outra sua vida hoje e a outra representará o seu desejo, sua vida ideal.
  2. Agora desenhe um círculo na parte que representa sua vida antes de ser mãe e divida ele entre quatro áreas: trabalho e estudo; lazer e amigos; família; saúde. Divida o seu círculo em pedaços que represente o tanto de tempo que dedicava a cada uma dessas áreas.  Pense que está cortando uma pizza, mas que o maior pedaço ficará com a área que você dedicava mais tempo e assim vá dividindo.  Quando terminar, faça o mesmo na parte da folha para representar sua vida hoje.  E na sequência sua vida ideal.

 

Fez o exercício?

Caso sim, você já deve ter percebido que a sua pizza da vida anterior à maternidade é diferente da pizza atual, que deve estar diferente da vida ideal.

Primeiro ponto para o qual eu quero chamar sua atenção: cada momento da sua vida teve (e terá) uma pizza diferente.  Em algum momento você precisou se dedicar mais a saúde (e isso pode não ter sido bom, pode ter sido porque você ficou doente), em algum momento você precisou se dedicar mais a família e assim por diante.

 

Ou seja, o EQUILÍBRIO é um mito!

 

Se você desenhou a pizza da sua vida ideal todas as áreas em perfeito equilíbrio, com os mesmos tamanhos eu lamento dizer: se permanecer buscando isso, se sentirá infeliz e pouco realizada.  O melhor que nós, mamães, podemos fazer é encontrar o MELHOR EQUILÍBRIO que podemos ter nesse momento! E isso será diferente de mãe para mãe, porque cada uma está em uma realidade diferente.

Para fechar o exercício, se a sua pizza da vida ideal ficou dividida igualzinha eu peço que redesenhe, entendendo o melhor equilíbrio que pode atingir.  Redesenhou? Agora compare a pizza da vida ideal com a pizza da vida de hoje, e escreva três coisas que pode começar a fazer de imediato para se aproximar do equilíbrio ideal. Não precisam ser ações mirabolantes! Quanto mais factível, quanto mais simples, melhor será para você conseguir executar.  Pode ser, acordar 20 min mais cedo para meditar, ou ler um livro que goste.

Depois que escrever, comunique a quem está com você nessa jornada que essas são suas prioridades, e que você quer atingir esses resultados.  Coloque essa folha em um local visível, de forma que possa relembrar todos os dias qual é o seu equilíbrio ideal e que você, através de pequenas ações, pode alcançá-lo.

 

Muito bem! Agora que já falamos do equilíbrio vou falar do segundo ponto que é um modelo de maternidade. Que tem conexão direta com o primeiro tema que falei.

Muitas mamães (eu mesma me vi fazendo isso) sentem-se culpadas: culpa por querer dar mais tempo ao filho, culpa por ele ficar na escola o dia todo enquanto ela trabalha, culpa porque não consegue fazer exercício físico. Culpa, culpa e mais culpa.  Toda essa culpa vem de um modelo ideal que acabamos aprendendo, através de nossa própria mãe e de outras experiências. Então deixa eu te contar uma coisa: você vai escolher o seu modelo de maternidade. O seu modelo ideal é aquele que deixa você e seu filho felizes.  E pronto!

Para algumas mães o modelo ideal de maternidade e carreira será trabalhar meio período, para outras será ficar sem trabalhar durante uns anos e depois voltar ao mercado, para outras será trabalhar tempo integral naquilo que ama, para outras será empreender ou se tornar autônoma para ter mais liberdade de agenda. Eu não acredito em modelos! Alguns sites pregam como solução para as mães o empreendedorismo, ser dona do próprio negócio… como se todas tivessem a obrigação de reduzir sua carga horária de trabalho. Eu não acredito em modelos.  Você não é todo mundo! Defina o que é valor para você em relação à carreira e em relação à maternidade, e crie o SEU MODELO de maternidade. Sem culpa, sem autojulgamento, o seu modelo!

 

Tenha uma coisa em mente: sempre haverá pessoas para darem opinião julgarem sua escolha.  Mas se você tiver certeza do seu caminho e estiver feliz com ele, estará tudo bem.

 

Eu espero que esse conteúdo tenha ajudado você, tirado suas dúvidas e culpas sobre o tema carreira e maternidade.