A importância da intuição na transição de carreira
9 de março de 2016
Dê adeus às crenças negativas
31 de março de 2016

A Diferença entre Orientação Profissional e Coaching de Carreira

Ao procurar um profissional que pode lhe apoiar com as questões de carreira, clientes se deparam com algumas técnicas disponíveis no mercado.  Orientação Profissional e Coaching de Carreira, atualmente, estão entre as opções mais populares no Brasil.  Mas qual a diferença entre esses dois métodos?  A quem se destinam?  Esse artigo o ajudará a responder a essas questões e a escolher qual seria o melhor método para atender sua demanda.

Antes de entrar especificamente em cada um dos métodos, é necessário definirmos três termos: profissão, emprego e carreira.  Conhecer o significado de cada um é fundamental para entender a diferença entre Orientação Profissional e o Coaching de Carreira.

  • Profissão: É a “identidade” do ser humano, aquilo que escolhermos “ser”. Exemplo: médico, advogado, engenheiro, ator, cantor e etc.

 

  • Emprego: É a relação entre empregado e empregador. Trata-se do que escolhermos “fazer”. Significa ter um cargo e/ou função predeterminada com relação de subordinação a quem emprega. Exemplo: Analista de Sistemas, Gerente de Recursos Humanos, Diretor de Operações e etc.

 

  • Carreira: Estrutura dada por um emprego ou pela própria profissão, implicando na noção de avanço, com expectativa de progresso. No mundo neoliberal em que vivemos, a carreira não segue mais um modelo linear (vertical), ela segue um modelo de “serpente”, onde a mudança horizontal é predominante, na busca de mais experiências e de ampliar competências. Além disso, a evolução na carreira é responsabilidade da própria pessoa, não mais da organização, e deve ser planejada pelo indivíduo.

 

Tendo esclarecido essas diferenças, agora será possível ter um entendimento melhor sobre as diferenças entre a Orientação Profissional e o Coaching de Carreira.

A Orientação Profissional, como o próprio verbo “orientar” remete, contém a ideia de auxílio a quem está desorientado, alguém que precisa de parâmetros para se guiar.  É indicada para pessoas que questionam o vínculo com a sua profissão.   Essa demanda é mais comum entre: adolescentes que estão finalizando o ensino médio e precisam escolher uma profissão para seguir na universidade; jovens que já começaram a faculdade, mas estão infelizes com o curso; adultos já formados que estão no mercado de trabalho, mas questionam seu vínculo com a profissão ou carreira escolhida.

Já o Coaching de Carreira é o processo em que o cliente será apoiado a definir uma meta,  e estruturar o planejamento para o atingimento da mesma.  Essa meta pode estar relacionada ao desejo de trocar de emprego, planejar carreira (especialmente no caso de recém formados), mudar de carreira ou crescer na carreira escolhida, ou mesmo para aqueles profissionais que sabem que estão insatisfeitos com sua atuação profissional atual, mas não sabem exatamente com o que estão insatisfeitos.

Tendo compreendido as principais diferenças entre esses dois métodos, veja mais informações na tabela abaixo.

 

Principais diferenças entre Orientação Profissional e Coaching de Carreira

Orientação Profissional Coaching de Carreira
Objetivo principal Orientação quanto ao vínculo com a profissão Apoio nas metas relacionadas ao emprego e à carreira
Quantidade de sessões De 8 a 10 sessões De 8 a 12 sessões
Periodicidade das sessões Semanal Semanal
Tempo por sessão De 50min a 1h De 1h à 1h e 20min

 

Sendo assim, é possível concluir que tanto a Orientação Profissional quanto o Coaching de Carreira são técnicas indicadas para orientar e apoiar em questões a respeito da relação do homem com seu trabalho.  O método a ser escolhido dependerá da demanda do próprio cliente, que estará relacionada ao seu momento pessoal e profissional.