Curso RESET – (Re) direcione sua carreira para o caminho certo
20 de janeiro de 2022

CURSOS LIVRES E A EDUCAÇÃO DE ADULTOS: VANTAGENS E DESVANTAGENS

A educação vem sendo impactada pelas novas tecnologias. Temos como exemplo disso a expansão da educação à distância, a disseminação da internet e as novas TDIC (Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação).

Neste cenário, destaca-se a expansão do uso da tecnologia na educação de adultos. E não há como falar de educação de adultos sem falar de Andragogia. O termo foi usado, pela primeira vez, por Malcom Knowles em 1968.

Segundo Soek e Haracemiv (2021) a andragogia é “a ciência que se preocupa com a aprendizagem do adulto”.  Adultos e crianças aprendem de formas diferentes, logo, precisam de um modelo diferente de educação.

Atualmente, está claro que tanto a aprendizagem, quanto o desenvolvimento, ocorrem ao longo da vida e possuem especificidades para cada fase humana. A partir dessa observação, se observou a necessidade de haver uma “pedagogia” para adultos, considerando as gritantes diferenças entre esse público e as crianças / adolescentes.

A seguir, destacarei as principais características do modelo andragógico, segundo Carvalho (2016).

  • O aluno (ou aprendiz) é sujeito ativo de seu próprio aprendizado. Ele tem autonomia para selecionar conteúdos que lhe sejam úteis para aperfeiçoamento pessoal ou profissional.
  • A experiência é uma fonte rica de aprendizagem, no sentido de expor o aluno à solução de problemas reais. Ela é fator primordial para aquisição de novos conhecimentos.
  • O conteúdo não é o centro: há um viés mais prático do que teórico.
  • É um modelo de aprendizagem motivada por interesses e necessidades do próprio aluno.

Uma tendência na educação de adultos na atualidade são os cursos livres na modalidade à distância.  “Os cursos livres são aqueles que oferecem formação fora do âmbito acadêmico, ou seja, sem as formalidades do ensino tradicional” (Codeglia, 2018).  Essa facilidade de acesso (aos alunos) e de produção (aos conteudistas) fez com que essa modalidade de curso venha ganhando cada vez mais popularidade no Brasil.

E isso não acontece ao acaso: os cursos livres estão atendem demandas específicas de desenvolvimento pessoal e profissional, principalmente, dos adultos. Suas principais características são: carga horária reduzida e a oferta de um conhecimento específico (Anhanguera, 2021).

Existe uma modalidade de curso livre que é reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação): são os cursos de extensão universitária, mais voltados para o meio acadêmico (quando comparados aos cursos livres não reconhecidos como extensão universitária).

As principais características de cursos livres na modalidade EAD são (Godoy, 2020):

  • Funcionam com a ajuda de um LMS (Learning Management System).
  • São conduzidos por meio de um AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem).
  • Podem ser organizados por módulos.
  • Contam com materiais didáticos compostos por diferentes conteúdos digitais (tais como e-books e podcasts).
  • Não exige comprovação de escolaridade prévia dos alunos.
  • São conduzidos por professores / tutores especializados no tema ministrado.
  • Não dependem de autorização do MEC (Ministério da Educação) para acontecer.
  • Não possuem carga-horária pré-estabelecida.

Quando se compara as vantagens e características dos cursos livres na modalidade EAD com as características do modelo andragógico, é possível observar diversas aproximações.  Destaco, principalmente, o aprendizado direcionado à uma necessidade específica e a possibilidade de o aluno definir seu próprio ritmo de aprendizagem.

Apesar de tantos pontos positivos, há também desafios a serem observados sobre os cursos livres EAD: (1) como não tem obrigatoriedade de reconhecimento do MEC, pode faltar qualidade andragógica na construção do conteúdo programático; (2) o aluno precisa ter disciplina e saber gerenciar o tempo.

Sendo assim, pode-se afirmar que os cursos livres na modalidade EAD são uma opção favorável à aprendizagem dos adultos, por haver, em suas características, semelhanças ao modelo andragógico.  Além disso, são um exemplo de tecnologia aplicada à andragogia que não é mais só uma tendência: é uma realidade. É visível a expansão da oferta de cursos EAD, com o uso de AVAs (ambientes virtuais de aprendizagem).

 

Referências Bibliográficas

Anhanguera (2020). O que é um curso livre e quais são as vantagens? Disponível: https://blog.anhanguera.com/o-que-e-um-curso-livre/ [Acessado 24 de janeiro de 2022]

Carvalho, José (2016). Andragogia: saberes docentes na educação de adultos. Disponível: http://revista.fametro.com.br/index.php/RDA/article/view/121 [Acessado 17 de janeiro de 2022]

Codeglia, Ana (2018). Como aproveitar o sucesso dos cursos livres para ganhar dinheiro? Disponível: https://blog.hotmart.com/pt-br/cursos-livres/  [Acessado 24 de janeiro de 2022]

Costa, Deborah. (2021). Andragogia e Tecnologia. [e-book] Flórida: Must University.

Godoy, Fabio (2020). O que é EAD livre? Entenda tudo sobre a modalidade. Disponível: https://blog.eadplataforma.com/setor-ead/o-que-e-ead-livre/#  [Acessado 24 de janeiro de 2022]

Santos, Priscila. (2018). Tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC) e o contexto educacional. [e-book] Flórida: Must University.

Soek, A. & Haracemiv, S. (2021). Andragogia: desenvolvimento pessoal e a aprendizagem do adulto. Disponível: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/33428    [Acessado 17 de janeiro de 2022]